COM AMOR, ANDREI

Querido Andrei.

Eu sei que hoje existem algumas coisas passando na tua cabeça. Tu acabou de começar em uma nova escola e deixou muita coisa ruim para trás quando foi para um lugar diferente, com muitas pessoas diferentes. Na tua cabeça, as coisas seriam muito melhores se estivesse longe daquele lugar onde tudo foi tão ruim por tanto tempo… Infelizmente não vai ser. Continue lendo “COM AMOR, ANDREI”

Anúncios

ACABOU

Acabou como começou: de repente. Acabou, pois tudo acaba um dia e a gente precisa entender que não é ruim. Não dá para escolher, não dá pra fugir. Todas as coisas, pessoas, momentos, tudo, têm tempo de validade e nossa única responsabilidade é aproveitar enquanto ainda não embolorou, pois se embolorar, meu bem…

Continue lendo “ACABOU”

EU PENSEI QUE IA MORRER

Teve uma época que eu pensei que iria morrer. Eu pensei que deixaria de existir e que tudo seria doloroso e pesado. Eu sentia meu peito queimando, uma dor insuportável que não passava nem mesmo quando eu estava dormindo. E, com a dor, vinha as lágrimas, afinal, é assim que acontece quando dói demais, transborda pelos olhos.

Continue lendo “EU PENSEI QUE IA MORRER”

EU NUNCA DISSE QUE TE AMO

Eu nunca disse que te amo, mas deveria. Eu sei que é tarde demais e que tu nunca vai, realmente, saber disso. Eu nunca vou olhar nos teus olhos e dizer aquilo que eu deveria ter dito há muito tempo, talvez naquele dia de início de outono quando o dia chuvoso embaçava teus óculos.

Continue lendo “EU NUNCA DISSE QUE TE AMO”

UM MANIFESTO PELOS TROUXAS

Dias atrás um amigo me disse que eu era trouxa. Disse que eu era iludido e que via a vida muito “cor de rosa”. Que confiava demais. Que via possibilidades demais em situações que estavam apenas começando e, provavelmente, acabariam antes mesmo de se tornar algo. Disse que eu deveria ser mais duro, pois estava apenas sendo iludido o tempo todo. Era essa minha característica: iludido.

Continue lendo “UM MANIFESTO PELOS TROUXAS”

TU VAI SER FELIZ, GAROTA

Eu sei que não parece. Eu sei que o fim te machucou e aquela dorzinha insistente parece que vai rachar tua alma. Eu sei que sempre que tu te pega pensando no passado isso te corrói por dentro. Eu sei que essa dor parece que nunca vai embora, mas acredite, menina, ela vai. Em algum momento, mesmo que demore, ela simplesmente deixa de existir. Ela vai embora e vai parecer que nunca existiu.

Continue lendo “TU VAI SER FELIZ, GAROTA”

O MEDO DE SER NADA

Quando eu era pequeno tinha esse sonho de ser um paleontólogo. Eu mal podia pronunciar o nome da profissão, mas eu estava tão vidrado em dinossauros após ter assistido “Jurassic Park”, de Steven Spielberg, que eu não ligava. Eu sabia que eu queria ser uma daquelas pessoas que escavavam ossos e depois montavam enormes esqueletos em museus. Eu tinha esse sonho, mas claro, era um sonho de criança e a vida tratou logo de esmagá-lo.

Continue lendo “O MEDO DE SER NADA”